Em Porto Seguro, Ilhas e casas fantasmas as margens do Rio Buranhem

Reportagem do portal UOL diz que Edvaldo da Costa busca as palavras, tateia o ar e tenta definir o próprio sentimento, mas não consegue. “É um desespero que nem posso explicar. A verdade é essa. Não dá pra explicar.” Ele tem 62 anos, todos vividos na margem do rio Buranhém, que corta a cidade de Porto Seguro (BA) e desemboca no mar. Edvaldo nunca viu o rio subir como na madrugada do domingo (12). Foi obrigado a abandonar a própria casa junto com a esposa, Josilda, levando algumas roupas, um colchão, documentos e os seis cachorros.

_______________________________________________________________________________________________________

            Melhores marcas e empresas de Porto Seguro

distribuídas na borda do rio, cerca de 300 pessoas vivem na mesma localidade, a Ilha do Macaco. Após as chuvas causadas pelo ciclone extratropical que atingiu o extremo sul baiano e o nordeste de Minas Gerais, todas tiveram que deixar suas casas. A água subiu cerca de 4 metros em aproximadamente 5 horas.

Confira o texto completo no portal UOL.

Imagem: Rafael Martins/UOL

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Next Post

Boas Festas e que 2022 venha trazer mais esperança e justiça para nossa gente'', são os votos da OAB de Itamaraju

qui dez 23 , 2021
Share on Facebook Tweet Follow us Share Share Share Share Share

CBN AO VIVO

RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter