Professor que recusar retorno às aulas terá salário descontado, ameaça Rui Costa

Com o retorno as aulas presenciais programados para o próximo dia 26, o governador da Bahia, Rui Costa (PT), alertou que os professores do estado que decidirem não dar aula terão seus salários descontados. O gestor fez a declaração em entrevista à Rede Bahia, na manhã desta quarta-feira, 14.

A definição do retorno as aulas presenciais foi feita após a Bahia contar com seguidas semanas de diminuição no número de casos e mortes por Covid-19, além da desocupação dos leitos clínicos e de UTI.

No entanto, o retorno às aulas não foi bem visto pelo diretor da Associação dos Professores Licenciados do Brasil – Secção da Bahia (APLB-BA), Rui Oliveira, qe afirmou que os profissionais de educação só voltam a trabalhar quando a categoria estiver 100% imunizada, com as duas doses.

“Foi uma decisão unilateral. Não vai acontecer porque a categoria decidiu que só retorna com a aplicação da primeira e segunda dose, no mais tardar na primeira quinzena de agosto”, disse Oliveira em entrevista à afiliada da Rede Globo.

Os professores fizeram parte do grupo prioritário de aplicação de vacinas na Bahia. Rui Costa lembrou que a maioria da categoria já recebeu a vacina contra a Covid-19 e reforçou a retomada escolar para o dia 26 de julho.

“Tenho absoluta confiança de que a maioria dos professores são sensíveis à educação e à situação dos jovens mais carentes que estão vulneráveis […] Muitos, eu diria a grande maioria já tomaram a segunda dose, precisamos colocar o interesse da educação em primeiro lugar e da juventude mais pobre […] Dia 26 as aulas retornam e, a partir daí, será contabilizada a frequência para, evidente, implicar na remuneração dos professores, assim como outros trabalhadores que são pagos pelos dias que comparecem ao trabalho”, afirmou o governador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Next Post

Esposa e amigos de Ronnie Lessa, acusado de matar Marielle, são soltos dias após condenação por destruição de provas/A Tribuna

sáb jul 17 , 2021
Eles vão responder em liberdade por terem jogado armas no mar da Barra da Tijuca. Na sentença, Justiça afirma que a arma que matou a vereadora também pode ter sido descartada. Por Gabriel Barreira, G1 Rio/17/07/2021 06h00  Atualizado há 2 horas A esposa de Ronnie Lessa, preso acusado de matar a vereadora Marielle Franco, foi solta pela Justiça do Rio depois de ter sido […]

CBN AO VIVO

RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter