MST emite nota e diz que denuncias tentam intimidar o movimento

A Rádio 99,9 FM de Itamaraju, através do apresentador Sivaldo Miranda, levou ao ar no Programa Tribuna Popular desta terça,13, uma entrevista em que uma acampada conhecida por Vanuza fez várias denuncias contra dirigentes e acampados do MST regional. A acampada fez coro a outros acampados que no passado promoveram uma frente pela independência dentro do movimento. A Secretaria de Assuntos Fundiários do Governo Federal enviou um vídeo em que afirmou ser de competência do Governo do Estado a pacificação nos conflitos fundiários na região e completou que recentemente a Força Nacional teve que deixar a área por uma solicitação do Governador Rui Costa ao STF.

Em nota enviada a redação do Jornal A Tribuna Bahia, o MST disse=” que a Denuncia são ações fascistas e a tentativa de criminalização da luta pela Reforma Agrária ocorrida no dia de hoje no acampamento Fábio Henrique”. o Dirigente Paulo Cesar PC que não estava no local e chegou para ver de perto a situação, disse que pessoas acampadas tem se aliado a grupos interessados em fazer cooptação de recursos com a finalidade de prometer a regularização das terras, que já esta bem adiantado pelo INCRA, PC disse que não é a primeira vez em que pessoas ligados a lideranças inimigas do MST tentam se vitimizar para  incriminar o Movimento, que tem na sua essência, a luta pela terra com a finalidade de produzir produtos sem agrotóxicos e garantir qualidade de vida aos seus acampados e a toda sociedade.

Durante todo o dia, os envolvidos foram ouvidos pelo Delegado titular de Acabaça. Vários vídeos e fotos foram divulgados nas redes sociais

                                      Veja a nota na integra a Nota do MST

Nota do MST sobre denúncias no Fantástico em relação à Fazenda Annoni | Comissão de Direitos Humanos de Passo Fundo - CDHPF

Na manhã do dia de hoje, as famílias do acampamento Fábio Henrique buscando dá início à
Jornada Nacional em Defesa da Reforma Agrária, respeitando todos os protocolos de
segurança e higiene, iniciaram o curso interno de formação no acampamento Fábio Henrique.
O curso tem como objetivo debater a realidade atual da Reforma Agrária no País e a ausência
das políticas públicas para os/as trabalhadores(as) do campo. Também, o curso busca refletir
sobre os cuidados fundamentais de higiene e isolamento que os acampados devem adotar
frente a pandemia do COVID.
Entretanto, no início das atividades dois indivíduos, desrespeitando as normas de higiene e
segurança contra a pandemia, provocaram tumulto e de forma violenta destruíram os materiais
do curso, impedindo o início das atividades, agindo assim contra a coletividade do acampamento.
Para as famílias acampadas, a ação dos indivíduos teve conotação fascista e significou uma
agressão à memória dos lutadores(as).
Não bastando a isso, os agressores se retiraram do local e com o objetivo de criminalizar às
famílias acampadas, utilizaram uma prática muito comum do governo fascista, onde foram até
seus barracos e de forma intencional e desonesta depredaram seus pertences, para então se
direcionarem às rádios locais tendenciosas e que tradicionalmente são contra a Reforma
Agrária, buscando assim manipular a opinião pública.
O Movimento do Trabalhadores Sem Terra repudia referida agressão, ao tempo que denuncia
todas as ações desumanas que visam a criminalização da luta pela Reforma Agrária.

Ao tempo, informa a toda sociedade que acionará as autoridades competentes e registrará processos contra os indivíduos que tentaram prejudicar às famílias acampadas.
A Jornada Nacional em Defesa da Reforma Agrária continuará e o curso das famílias do
acampamento Fábio Henrique continuará. Não nos intimidaremos com ações fascistas!

ASCOM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Next Post

A Tribuna/Jornada do MST será marcada pelos 25 anos do Massacre de Eldorado de Carajás

qua abr 14 , 2021
Jornada Nacional em Defesa da Reforma Agrária: “Eldorado do Carajás, 25 anos de impunidade” Do Coletivo de Comunicação da Regional Ext. Sul Entre os dias 10 e 21 de abril estaremos em realizando a Jornada Nacional em Defesa da Reforma Agrária, nossa jornada de Abril, que este ano será marcada pelos 25 anos do Massacre de Eldorado de Carajás. Com […]

CBN AO VIVO

RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter