A Tribuna Bahia/ Cordélia avança para derrubar império fragilizado de Robério em Eunapolis

Caminhada de Cordélia leva uma multidão às ruas no Pequi, um grito de liberdade

Na tarde de domingo (18) o Pequi fez uma verdadeira festa para recepcionar a candidata a prefeita Cordélia Torres (DEM). Saindo da praça Paulo VI e passando por várias ruas, seguida por uma multidão genuinamente eunapolitana.

A candidata a prefeita Cordélia Torres foi recebida com sorriso no rosto e acenos empolgados, um gesto verdadeiro de apoio ao projeto da candidata.

Ladeada pelo seu candidato a vice prefeito Wanderson Barros, candidatos a vereador e os ex candidatos a prefeito Neto Carlleto (PP) e Ramos Filho (PTC), Cordélia teve uma tarde apoteótica, com uma caminhada que ficará registrada na história política eunapolitana.

Incontida a multidão vibrava ao som dos jingles da campanha da candidata democrata e a medida que seguia, um sem fim de apoiadores se somavam ao que se configurou um mar de gente.

Torres deverá ser eleita em 15 de novembro, quebrando tabus; o primeiro é se tornar a primeira prefeita eleita do município; o segundo é quebrar o ciclo vicioso que se arrasta a mais de 15 anos na política e na administração pública da cidade. Filha de família humilde, educada, mulher forte e líder nata, a candidata a prefeita Cordélia Torres é a esperança da reconstrução de uma Eunápolis que foi palco de escândalos de corrupção sem precedentes, de um município dilacerado pelos desvios de recursos públicos que poderiam ter mudado a realidade da cidade. A candidatura de Cordélia Torres é o reflexo de um GRITO de liberdade que está preso na garganta de um povo que quer construir UMA NOVA HISTÓRIA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Next Post

A Tribuna Bahia/ Justiça nega impugnação e João Bosco continua na disputa

seg out 19 , 2020
Diante de dois pedidos de impugnações de candidatura, sendo um apresentando pelo Ministério Público Eleitoral (MPE) e outro pela comissão provisória do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), o juiz Marcus Aurelius Sampaio, titular da 183º Vara Eleitoral de Teixeira de Freitas, acaba de proferir decisão. A alegação das partes impugnantes era que João Bosco Félix Bitencourt, teve contas rejeitadas pelo Tribunal […]
RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter