Denuncia: Honório Catalan intimida moradores da Fazenda Novo Acordo impedindo chegada de eletricidade

1
Presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais do Município do Prado diz que a comunidade Fazenda Novo Acordo perseguida pelo empresario Honório Catalan depois que ele perdeu uma ação pelos herdeiros da terra

Uma comunidade de quilombolas a cerca de 20km do município do Prado estado da Bahia, a 792 km de Salvador no Sul do Estado, denuncia que vem sofrendo perseguição do empresário do ramo de avicultura, Honório Catalan, dono da marca Aveslan

O Presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais do Município do Prado Zé de Celsa,  diz que a comunidade Fazenda Novo Acordo vem sendo perseguida pelo empresário Honório Catalan depois que ele perdeu uma ação de reintegração de posse reivindicada pelos Medeiros Santos, herdeiros da terra.

Segundo o Presidente e representantes da FETAG-Bahia, a comunidade fica a 500 metros da AVESLAN e era de propriedade de quilombolas desde o século passado que há 35 anos foram expulsos a bala pelo fazendeiro Sergio Urgoline e pistoleiros.

Depois da expulsão dos moradores a terra passou para o Banco Bradesco S/A, que vendeu ao empresário Honório Catalan dono da  AVESLAN, na época da compra pelo empresário, já havia uma ação judicial pela reintegração de posse pelos herdeiros.

Os Medeiros Santos entraram na justiça e ganharam em Brasília o direito de retorno as terras dos familiares, que por sua vez, venderam a terceiros, hoje, 20 famílias vivem no local conhecido como Fazenda Novo Acordo produzindo: hortaliças, frutas, verduras, legumes e criam animais para a sobrevivência de suas famílias.

A derrota na justiça Federal deixou o Empresário Honório Catalan enfurecido, os novos proprietários acreditam que quando ele comprou as terras do Bradesco, tinha conhecimento da ação judicial e sabia dos riscos.

AVESLAN - UMA DELÍCIA DE FRANGO. - YouTube

A AVESLAN : um dos mais importantes empreendimentos da Bahia, responsável pela maior parte da exportação de frangos localizado na Fazenda Duas Barras de propriedade do empresário Honório Catalan. A Fazenda Novo Acordo que havia sido adquirida pelo empresário através do Banco Bradesco foi devolvida aos herdeiros Medeiros Santos em briga judicial, agora o empresário tenta a todo custo impedir a chegada da energia para as 20 familiais que vivem nas terras localizada há 500 metros da AVESLAN. Os moradores querem saber se além do empresário Catalan, quem mais está por trás da desumana e cruel perseguição.

Segundo os moradores, depois de muita luta através do Sindicato os Trabalhadores Rurais, FETAG e Prefeitura de Prado, a comunidade foi beneficiada pelo programa’ ‘Luz para todos” do Governo Federal, como  consta no protocolo de atendimento 343  372 89, no dia 07 de fevereiro deste ano, que  funcionários da  CONECTA, terceirizados da COELBA chegaram ao local com os postes para concretizarem a extensão da rede, mais foram intimidados por funcionários de Honório Catalan e em seguida pelo próprio empresário que esteve no local intimidando e impedindo que os postes e a rede fosse instalada na estrada vicinal que passa próximo a  suas terras e dá acesso a outras propriedades,

 

Impedidos de concretizar a extensão da rede, funcionários da CONECTA abandonaram os postes na estrada após intimidação de funcionários de Catalan

 Segundo o SINDICATO, a estrada não é de propriedade da AVESLAN e existe a mais de 50 anos servindo a todos que moram no local.

Protocolo de fevereiro de 2020 chegou para ser concluído em junho, mais esbarrou na força do empresario Honório Catalan.  

Os advogados das 20 famílias que compraram a propriedade denominada ‘’Fazenda Novo Acordo’ e o Presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais do Prado, disseram a nossa reportagem que todos os procedimentos são legais junto a COELBA, ,e que Honório Catalan está usando prestigio político e intimidação a autoridades para prejudicar aos pequenos agricultores que compraram suas terras legalmente dos herdeiros Medeiros Santos.

Estrada vicinal existe ha 50 anos para servir aos fazendeiros da região, agora o empresario trata como sua propriedade, impedindo que os postes e a luz chegue para todos.

Os representantes da FETAG acreditam que a ira do fazendeiro é por ter sido derrotado na justiça e não ter ampliado a imensa propriedade que cerca a AVESLAN. Representantes da comunidade vão encaminhar denuncia a Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa do Estado da Bahia e protocolar uma denúncia no Ministério Público por pratica de crimes contra o ser humano, o direito de ir e vir e impedir com intimidação o exercício de políticas públicas comandadas pelo estado.

A nossa reportagem tentou falar com o empresário Honório Catalan para que se pronunciasse sobre a denuncia, até o fechamento da matéria não obtivemos resposta. Estamos a disposição do empresario para que exerça o direito de resposta.

Redação/ A Tribuna Bahia

One thought on “Denuncia: Honório Catalan intimida moradores da Fazenda Novo Acordo impedindo chegada de eletricidade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Next Post

A Tribuna/ Governador diz que autorização da Força Nacional dentro de Assentamentos ameaça o pacto federativo

sáb set 5 , 2020
A TRIBUNA BAHIA-Noticias de toda Bahia O governador Rui Costa deu conhecimento e solicitou medidas cabíveis à Procuradoria Geral da República (PGR) a respeito da autorização dada pelo Governo Federal para o emprego da Força Nacional de Segurança Pública (FNSP) no território baiano à revelia de solicitação do Chefe do Poder Executivo estadual. No ofício, encaminhado ao procurador-geral Augusto Aras, nesta […]
RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter