Com base na decisão do STF, Deputado Valmir Assunção pede liberdade imediata do ex-presidente Lula

Em votação nesta quinta-feira (7), os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiram pela inconstitucionalidade da prisão após condenação em segunda instância. Com base nesta decisão, o deputado federal Valmir Assunção (PT-BA) pediu a liberdade imediata do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. “O presidente Lula deve ser libertado imediatamente. Já é de conhecimento de todos que ele é um preso político, sabemos que ele é inocente e seu lugar é aqui fora, nas ruas, ao lado do povo”, descreve Assunção.

Valmir aponta que a luta está apenas começando. Ele frisa que “o cenário político do país está em frangalho” e que “as crises que assolam diferentes áreas devido à atuação desastrosa do governo Bolsonaro” têm acarretado graves problemas para o povo pobre e sem assistência. “Ainda não acabamos, queremos provar a farsa que foi todo esse processo, queremos que a justiça reconheça o conluio entre Sérgio Moro [atual ministro da Justiça] e os procuradores da Lava Jato em Curitiba. Queremos a inocência de Lula”.

O resultado do julgamento do STF torna a prisão de Lula inconstitucional. Votaram a favor da prisão em segunda instância Alexandre de Moraes, Edson Fachin, Roberto Barroso, Luiz Fux e Cármen Lúcia. E votaram contra Marco Aurélio, Rosa Weber, Ricardo Lewandowski, Gilmar Mendes e Celso de Mello. O voto de decisão foi dado pelo presidente do STF, Dias Toffoli, ele acatou a decisão do relator e votou contra a prisão. (Com informações de Vitor Fernandes)

Next Post

Pedido de CPI contra Prefeito Dr. Marcelo e Secretário Antonio Charbel repercute na capital

sex nov 8 , 2019
Bocão News repercute denuncia contra Dr. Marcelo na capital do estado ESCREVEU O PORTAL O clima político em Itamaraju está tenso. Vereadores da Câmara Municipal apresentaram um pedido de instauração de Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar supostas irregularidades cometidas pelo prefeito Marcelo Angênica (PSDB) e o secretário de Obras, Antônio Charbel. O documento foi protocolado na sessão ordinária […]
RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter