Bahia inicia preparação para enfrentar o São Paulo

A semana começou corrida para o Bahia. Ontem, os jogadores se reapresentaram no Fazendão e amanhã o Esquadrão já tem um novo desafio pelo Brasileirão, quando encara o São Paulo, às 21h, na Fonte Nova.

Com o tempo como mais um adversário, o técnico Roger Machado vai ter que pensar rápido para montar o time que entrará em campo. Sem poder contar com o meia Guerra, que vai cumprir suspensão pelo terceiro cartão amarelo, Roger vai ser obrigado a mudar a escalação que vinha mantendo nos últimos três jogos. E aí que se abre para o treinador um leque de opções.

Por característica, a alternativa para manter a mesma estrutura – com dois volantes e um meia – seria Shaylon, mas jogador pertence ao São Paulo e, por força contratual, também está fora da partida. Por isso, o mais provável mesmo é que Roger Machado coloque Ronaldo em campo e o Bahia volte a atuar com três volantes de origem.

O camisa 16 vinha alternando a titularidade com o próprio Guerra nos jogos fora de Salvador. Curiosamente ou não, foi usando o tripé de marcação no meio-campo que o Bahia conseguiu vencer o São Paulo em duas oportunidades esse ano, ambas por 1×0, pela Copa do Brasil, e arrancou o empate por 0x0, no jogo de ida do Brasileirão, no estádio do Morumbi.

SURPRESA?

Mas, além de seguir o óbvio, Roger pode aprontar alguma surpresa. Um das opções para o treinador é usar João Pedro ou Giovanni, ambos laterais, ao lado de Gregore e Flávio. Enquanto João Pedro vem treinando como meia, Giovanni já jogou entre os homens do meio em duas oportunidades: no primeiro tempo do triunfo por 3×0 sobre o Flamengo, na Fonte Nova, e no empate por 2×2 com o Palmeiras, no Allianz Parque. Roger Machado pode ainda optar por uma escalação mais ofensiva, com o atacante Lucca atrás da linha ofensiva, formada por Élber, Artur e Gilberto. O treinador tricolor tentou essa formação no empate por 1×1 com o Goiás, na Fonte Nova, porém viu a estrutura ser desmontada quando Moisés levou o vermelho direto com apenas seis minutos do primeiro tempo.

Lucca voltou a jogar mais recuado no segundo tempo da derrota por 2×1 para o Athletico-PR, na última rodada.

Ontem, os titulares fizeram um regenerativo e só no treino de hoje, o último antes da partida, Roger vai começar a esboçar o time. “Por vezes o que vale mais é descansar a cabeça para descansar o músculo. Se minha palestra durava 20 minutos, agora dura 30. Agora é muito mais descanso do que treino”, explicou Roger

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Next Post

Rogério da Jumbo recebe prêmio de patrono do esporte e Empresario do ano

Em um encontro que reuniu mais de 300 convidados da sociedade Itamarajuense, aconteceu, 11 , de setembro no Cinextreme uma edição especial do Prêmio Imprensa Bahia 2019. O empresário Rogério Fialho Alves, funcionários e amigos marcaram presença na cerimonia de entrega dos troféus e jantar de confraternização.  Empresario da JUMBO […]