PSB anuncia candidatura de Zé de Celsa a Prefeitura do Prado

O PSB do Prado anunciou esta semana que o partido vai disputar as próximas eleições para Prefeito em  2020. O Presidente do Sindicato dos Trabalhadores e trabalhadoras rurais Zé de Celsa, será o Pré- Candidato que tem o aval da ex. Senadora e ex. Prefeita de Salvador e atual  Deputada Federal Lídice da Mata, e da Deputada Estadual Fabiola Mansur . 

Zé de Celsa(46 anos) é Presidente do Sindicatos dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais do Prado, Agricultor Familiar e militante politico do PSB ( Partido Socialista Brasileiro). Ha mais de 11 anos  mora em Cumuruxatiba ( Japara Mirim) no Município do Prado.

A imagem pode conter: 3 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé e área interna

Lidice da Mata, Zé de Celsa e Fabiola Mansur

Até o momento três nomes postulavam a sucessão de Mayra Brito, Gilvan Produções, Jorginho e Luciano. Com a entrada de Zé de Celsa, cresce a oposição a Mayra Brito e o surgimento de uma terceira opção na sucessão local.

         Entrevista da Semana: Zé de Celsa 

A Tribuna: Como você avalia os 07 anos de Governo da Prefeita Mayra Brito?

Zé de Celsa: Eu vejo que o governo da prefeita foi bom em partes, poderia ser melhor por que ela é jovem e se realmente quisesse seguir na política teria feito muito mais, só que a todo tempo  o pai dela que dar as cartas e ele já teve a  sua vez, agora é ela.

A TRIBUNA: Como você vê a falta de vontade da sociedade Pradense em participar da politica?

Zé de Celsa: É público e notório que vejo muita gente dizer que não gosta de política, mais o ex presidente Lula sempre dizia quem não gosta de política vai ficar a vida toda sendo mandado por quem gosta

A Tribuna: O Que acha da atuação da Câmara de Vereadores?

Zé de Celsa:  Não digo todos, mais a maioria dos Vereadores se colocam contra projetos de interesses dos munícipes e torcem quanto pior, melhor. É preciso fazer politica com seriedade, clareza e ter uma bandeira, o povo.  

A Tribuna: O PSB é da base do Governador Rui Costa, acredita em um eventual apoio?

Zé de Celsa: Estou filiado ao PSB e sou o presidente do partido, com certeza quero ter o apoio do governo Rui Costa e já tenho o aval da Senadora Lídice da Mata e da Deputada Fabiola Mansur.

A Tribuna: Existe o Gilvan que é o candidato de oposição, e dois Pré -candidatos ligados ao grupo de Mayra. Como você fica no cenário politico para 2020?

Zé de Celsa: Hoje eu sou a terceira via, o Gilvan está querendo ser prefeito mais qual o projeto dele pra o Prado, fazer festa?. será que só festa resolver a situação do desemprego, saúde educação?. Os outros dois, um e de fora e chegou em Prado a pouco tempo, o outro É vereador e Presidente da câmara, qual o projeto que esse cidadão fez em prol de dias melhores pra a nossa cidade?, então eu vejo e tenho certeza que a mudança começa com um novo projeto politico, um projeto politico que nós do PSB dispostos  a discutir com a sociedade.

A Tribuna_ Como terceira via, acha que vai atrair descontentes dos seus dois principais concorrentes?

Zé de Celsa: Com certeza o voto e secreto e no meu governo não vai ter esse lado de perseguição e falta de respeito com o próximo , eu quero valorizar os garis, o funcionalismo público e principalmente a juventude que muitas das vezes tem de deixar a cidade pra ir a procura de trabalho em outros estados e principalmente valorizar a agricultura familiar e o trabalhador rural que é o grande responsável por produzir e abastecer nossos mercados, levando alimentação em nossas mesas.

A Tribuna: Sendo candidato e depois eleito Prefeito, o que fará para colocar Prado na rota do turismo e desenvolvimento econômico?

Zé de Celsa: Tenho certeza que em janeiro de 2021 o Prado vai entrar nos trilhos do progresso e vamos juntos convidar as associações e todos os movimentos que quer contribuir pra a cidade voltar a crescer e junto com o turismo e voltar a rota do crescimento e só com trabalho e respeito e ouvir opiniões que vamos fazer um mandato a serviço do povo, e do bem comum

A Tribuna: O sr. tem algum projeto especifico para os agricultores e agricultoras rurais do Prado?

Zé de Celsa: Pretendo abrir frentes de trabalho para fomentar a agricultura familiar, com distribuição de sementes, insumos e maquinário em trabalhos coletivos,  aumentando a produção e a renda no campo. Melhorar os acessos e estradas vicinais, facilitando o escoamento de tudo que se produz nas aldeias, assentamentos e em todas as propriedades rurais.

A Tribuna: O Município do Prado tem as praias mais lindas do Brasil, a exemplo de Cumuruxatiba e Corumbau.  O que fazer para atrair o turismo?

Zé de Celsa: É preciso participar de eventos voltados ao turismo em grandes destinos, investir na infra-estrutura da cidade, além de montar um calendário de eventos durante o ano inteiro e divulgar a cidade em todo Brasil e nos países da America do sul, o Prado esta na rota do Descobrimento do Brasil e muita gente não sabe, temos na nossa costa Parque Marinho de Abrolhos, Parque Nacional do Descobrimento e a Barra do Chay .

A Tribuna: O que fazer para proteger a população quilombola e ribeirinha?

Zé de Celsa: Prado tem uma população enorme de  remanescentes de quilombos que precisam de amparo do poder publico. Faremos parceria com a Coordenação Nacional de Articulação das Comunidades Negras Rurais Quilombolas (Conaq) para nos ajudar no amparo aos quilombolas.

A Tribuna: O Município do Prado tem varias aldeias e portanto, uma comunidade indígena com pouco apoio do Município. O que fazer para a inclusão dos indígenas na comunidade.

Zé de Celsa: Vamos garantir a parceria nas aldeias com transporte de qualidade, apoio em eventos como os ”Jogos Indígenas” e reativar as construções das Ocas que foram abandonadas por Governos anteriores.

A Tribuna: Tem algum projeto em especial para os pescadores?

Zé de Celsa: Precisamos fortalecer a Colonia dos Pescadores, incentivar o fortalecimento de cooperativas e apoiar os eventos tradicionais.

A Tribuna: Deixe sua mensagem aos eleitores e a sociedade em geral?

Zé de Celsa: Quero agradecer em primeiro lugar a o nosso Deus por me da forças e coragem pra enfrentar essa eleição sem perder as minhas raízes, sei que a política está cada dia que passa mais vergonhosa, mas tenho que fazer a minha parte como cidadão. senão, seremos sempre governados  por políticos sem compromisso com o povo.  Ser Prefeito , não é profissão, o poder passa em quatro anos, temos que ter a humildade de entrar e sair da mesma forma, porém com a cabeça erguida de ter cumprido sua missão.

 

A imagem pode conter: 4 pessoas, pessoas em pé

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *